Tratamentos

Cirurgia de mama

Cirurgia de mama

1) A mastectomia radical pode preservar a musculatura do grande peitoral, porém retira todo o tecido mamário e linfonodos axilares. É indicada em mamas muito pequenas quando o tumor mede mais de 5 centímetros. É realizada também nas mulheres grávidas e no caso da existência de tumores múltiplos em diversos quadrantes do seio.

2) A cirurgia radical pode ser realizada com a reconstrução imediata da mama por meio das próteses de silicone ou de polieuretano; precedidas ou não do implante de expansores, ou realizada com retalhos da pele do dorso ou do abdome.

3) A cirurgia conservadora é realizada sempre que há uma boa margem de segurança. Nela, uma parte da mama é retirada e se procede à ressecção da axila, uma prática importante porque são retirados gânglios para avaliação em laboratório do possível comprometimento, o resultado deste exame prediz o comportamento da doença . Se a paciente tiver a axila livre, sem qualquer gânglio contaminado, terá uma chance de 80% de cura.

O tratamento cirúrgico do câncer de mama requer uma equipe especializada e multidisciplinar. O mastologista, o cirurgião plástico e o oncologista avaliam os casos individualmente e, antes da cirurgia, definam a melhor estratégia de tratamento.