Dicas e Orientações

Perguntas Frequentes

O que é quimioterapia e em que casos é indicada?

11/06/2015

A quimioterapia é a utilização de drogas antineoplásicas. Estas substâncias têm maior afinidade por células que estejam em permanente proliferação, como é o caso das células malignas. A toxicidade gerada no organismo é conseqüencia de tecidos normais que também sofrem esses efeitos, como a medula óssea, sistema digestivo, ovários e couro cabeludo. A quimioterapia pode ser um tratamento adjuvante ( ou seja, preventivo ) quando utilizada em mulheres que não têm metástase mas são de alto risco e podem apresentar micrometástases não detectáveis, mesmo que a axila tenha se mostrado negativa – ou seja, os gânglios não foram contaminados. A decisão de indicar esta terapia dependerá de uma análise conjunta dos fatores prognósticos, que incluem o tamanho do tumor, linfonodos axilares tipo histológico, grau de diferenciação, receptores hormonais e oncogenes.

Há um tipo de quimioterapia chamada de primária ou neoadjuvante, feita antes de a mulher ser operada. Tem como objetivo a diminuição do tumor e possibilitar uma cirurgia posterior, em alguns casos até conservadora. Numa lesão que se mostre inoperável, ela pode surtir grandes efeitos porque o tumor regride após alguns ciclos do tratamento e permite a operação. Outro tipo de quimioterapia é o paliativo, usado quando há metástase. A sua finalidade é aliviar dores e proporcionar melhor qualidade de vida.